O cuidado de uma pessoa idosa, dada à complexidade da tarefa, exige habilidade específicas para o exercício da função. Sabe-se que a população idosa constituirá o perfil demográfico brasileiro em poucos anos, invertendo-se a pirâmide populacional brasileira até o ano de 2025, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE (2010). Atualmente o Brasil conta com cerca de 18 milhões de idosos, totalizando aproximadamente 10% da população. Considerando-se os aspectos sociais, culturais e de saúde acarretados pelo envelhecimento populacional que, certamente, impactarão sobre a qualidade de vida da população brasileira, surge a necessidade de capacitar cuidadores para o desenvolvimento de ações frente às alterações sensoriais e cognitivas, bem como ao surgimento de doenças crônicas degenerativas inerentes ao envelhecimento visando o bem-estar da população idosa por meio do estímulo à formação de cuidadores qualificados na região, aptos ao cuidado e condução de situações típicas do envelhecimento, bem como ao fomento da independência funcional e autonomia, tendo como princípios éticos norteadores o respeito e o amor ao próximo. Dessa forma o curso de formação oferecido pela FMP visa capacitar cuidadores para o relacionamento e desenvolvimento de cuidados com idosos, independentes ou dependentes com o intuito de oferecerem seus serviços à região.