Questionário da Fundação de Cultura da Palhoça.

Artistas e Agentes Culturais da Palhoça, está chegando o auxílio emergencial da Lei Aldir Blanc. O primeiro passo é se cadastrar, respondendo o questionário da Fundação de Cultura da Palhoça (FMEC), no link abaixo:

https://docs.google.com/forms/d/1y_xruhyFIWOrNpQTU04EXl24aVWoijO_qLWiE6sqkm0/viewform?edit_requested=true

É imprescindível que esse cadastro chegue aos artistas da Palhoça, para isso é importante a divulgação desse questionário.

✅ Quem pode receber.

1-Pessoas físicas que comprovem atuação no setor cultural do município nos últimos dois anos.
2-Espaços culturais e artísticos, microempresas ou organizações culturais e cooperativas que também comprovem dois anos de atuação cultural.

❌Quem NÃO pode receber.

1-Indivíduos que já recebem auxílio emergencial, bolsa família ou similar
2- Indivíduos com renda familiar mensal per capita acima de meio salário mínimo ou renda familiar mensal total acima de três salários mínimos.
3- Empresas ou coletivos sem CNPJ.

💲Quais os valores do benefício?

1- até três parcelas de R$ 600, 00 para pessoas físicas ( mães que criam os filhos sozinhas ganharão o dobro)
2- Entre 3 e 10 mil reais para empresas e centros culturais.

⚠️ Qual será a contrapartida exigida?

Não haverá necessidade para pessoas físicas.

Pessoas jurídicas deverão exercer contrapartidas após a retomada de suas atividades, de acordo com estabelecido em edital ou chamamento público a ser divulgado. Isto poderá ocorrer com fornecimento de gratuidades a alunos e professores de escolas públicas, ou realização de espetáculos gratuitos, entre outras possibilidades.

O conceito de cultura é muito amplo, são muitos aspectos que podem ser contemplados. Artistas de Teatro, dança, música, cinema, literatura, artes visuais, etc., geralmente têm mais intimidade com esse tipo de procedimento. Difícil e importante será atingir as pessoas que às vezes nem se sabe “artista” ou agente cultural. E que possivelmente estão também numa situação emergencial:
Segue abaixo uma lista com os agentes e espaços culturais que podem ser contemplados pela lei Aldir Blanc:

Acrobatas
Arte Educadores
Artesãos
Artistas Plásticos
Atores
Antiquario
Arqueologos
Arquivista
Apresentador circense
Bailarinos
Babalorixás
Bibliotecarios
Bonequeiros
Bordadeiras
Brincantes
Camareiras
Caixeiros
Cantores
Cantadores
Capoeiristas
Capataz de circo
Caracterizador
Cartoonista
Cenógrafo
Cenotécnicos
Cineastas
Cinegrafistas
Cineclubistas
Compositores
Contadores de histórias
Contorcionista
Coreografo
Contra Regra
Cozinheiro tradicional
Customizadores
Dançarinos
Desenhistas
Designer Gráfico
Djês
Diagramadores
Direção Teatral
Drags Queens
Dramaturgos
Doceiros
Dubladores
Escritores
Escultores
Ensaiadores
Encadernadores
Equilibristas
Ekedis
Estampadores
Editores de Imagem
Editores de Som
Figurinistas
Foliões de Reis
Fotografos
Guias Turisticos
Grafiteiros
Hip hops / Mc’s
Iluminotecnicos
Ilustradores
Instrumentistas
Jongueiros
Luthiers
Locutores
Mágicos
Malabaristas
Maitre de ballet
Maquiadores
Memorialistas
Mestres Sabedores
Mestres de terreiro
Montadores
Musicistas
Músicos
Ogãs
Peruqueiro
Palhaços
Pernaltas
Poetas
Preparador Corporal
Preparador da voz
Produtores Culturais
Quilombolas
Rendeiras
Romancista
Roteirista
Ritimistas
Radialistas
Sambistas de roda
Sonoplastas
Stripers
Tatuadores
Transformistas
Trapezistas
Yalorixás

ESPAÇOS CULTURAIS

Academias de danças
Ateliers
Bandas musicais
Bibliotecas Comunitarias
Casas de artes
Cineclubes
Cinemas de rua
Circulo de Mulheres Cantoras
Cultura Caiçara
Curso de Teatro
Feiras de artesanatos
Feiras literarias
Festivais circenses
Festivais de Teatro
Festivais de danças
Grupos de danças populares
Grupos teatrais
Grupos folclóricos
Palco sobre Rodas
Ponto de arte na rua
Pontos de cultura
Pontos de venda de livros
Quilombos
Roda de cultura popular
Rodas de capoeira
Sarau de Poesia
Sedes das folias de reis
Sociedades musicais
Tradicionais de matriz africana
Tradicionais de matriz cigana
Tradicionais de matriz indigena
Videotecas